Wednesday, May 23, 2007

abre e fecha, aqui e acolá.

por um momento achei que minhas gavetas haviam se fechado.
bobagem pura e cristalina, uma vez abertas, pra sempre cheias.
acho que porque descobri outras maneiras de preenchê-las, ou outras formas de atirar palavras no vento. sei lá. percebi que posso abrir a boca e cuspir imagens, que consigo fechar os olhos e ver poesia, que gosto de sentir e colocar pra fora fotografias. sei como eu cheguei até isso não, mas percebo que é onde me perco, encontro e equilibro.
pra variar, a brincadeira da vez é o pique-esconde e a única brincante sou eu. me escondo do que, de quem, onde, como e por que. e sempre me encontro agaixada na canto esquerdo daquela fotografia, respirando baixo pra ninguém ouvir e com cara de quem espera o previsível. boba eu, que me escondo do que eu mesma procuro ver, e morro de gargalhar.
nem sei se falar é mais fácil com palavra, com gesto, com imagem, com pintura, com olho, com silêncio incômodo. nem sei direito o que é falar, no sentido mais difícil que tu consegue imaginar.
mas eu acho fácil sentir, sabe? mesmo que seja escuro, que traga medo. é mais fácil porque é teu, tá dentro das tuas gavetas e, parafraseando algo que era o máximo da falta de educação e prepotência infantil: "a gaveta é minha e eu abro ou fecho quando eu quiser!!!"
então eu decidi que quero abrir outra vez, porque tenho sentido tanto...
o que eu vou colocar lá dentro, todo mundo já sabe, só devaneios! (paciência! a metade de mim que não é água é devaneio!). agora... como, eu também já descobri da última vez que brinquei de pique-esconde, quando me encontrei sozinha, no meio do nada, com uma câmera fotográfica na mão, em silêncio. eu percebi que a gente pode sentir, falar e calar prum mundo inteiro de uma só vez, com um só aperto no disparador.
e eu tenho falado ou calado coisas mais ou menos assim:

1 Comments:

Blogger Diante de mim, eu mesma! said...

Obrigada por abrir novamente suas gavetas! Me encontro muito dentro delas, e já estava sentindo um certo "sufoco" fechada lá dentro! Hehe. Te amo tanto...

12:20 pm  

Post a Comment

<< Home